Lição de Caboclo

Zilo e Zalo

Compositor: Não Disponível

Enquanto o Trindade louvava o Divino
Surgiu um grã-fino num certo salão
Falando horrores com ares de troça
Da gente da roça que cuida do chão
Mais entre os presentes um moço que ouvia
Com diplomacia chamou-lhe atenção
Eu venho pedir-te se mau brasileiro
Que trate o roceiro com educação

Jogando pra trás os cabelos compridos
Num gesto atrevido falou arrogante
Quem és oh caipira com esta roupança?
Te dar confiança me é humilhante!
Meu pai tem riqueza e na sociedade
Só faço amizade com gente importante
E quem te apóia caipira atrasado
Procura atestado de ignorante

Respondeu o moço com educação
Vim ver o sertão onde fui criado
Agora a verdade tem que vir à tona
Não me impressiona teu papo furado
Que vale essa estampa de rico fingido
Se és atrevido e mal educado
Sou pobre e humilde mais digo a verdade
Que na faculdade eu fui diplomado

Respeito e defendo o nosso roceiro
Que ganha o dinheiro lavrando o chão
Tem deles coitados de alguns que enriquecem
E às vezes se esquecem que comem feijão
Ouvindo esta frase toda a caboclada
Em fila formada apertaram-lhe a mão
E o moço granfino vencido bradava
Eu não esperava por esta lição

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital