Flor da Boemia

Zilo e Zalo

Compositor: Benedito Seviero / Zalo

Deixei a vida de boêmio sofredor
E não quis mais trocar a noite pelo dia
Porque o destino me entregou a linda flor
Que enfeitava o jardim da boemia
Naquela noite que sorrindo eu fui embora
A flor da lama resolveu me acompanhar
Mas com saudade das orgias de outrora
Em outra vida ela não pode acostumar

Ela voltou para o lugar que ela vivia
Porque não pode viver dentro de um lar
Voltou de novo a enfeitar as noites frias
Em sua ausência eu não pude suportar
Desesperado eu voltei no mesmo ambiente
Que um dia eu jurei não por os pés
Fui obrigado a contemplar novamente
A luz vermelha que ilumina os cabarés

E quantas vezes pra aumentar o meu desgosto
Eu fico olhando pela fresta da janela
E revelando a tristeza em meu rosto
Amargurado eu vejo outro nos braços dela

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital